Os cavaleiros de Albufeira

albufeira

Não sei bem porque carga de água é que tres rapazes da Praceta decidiram ir conquistar o Algarve ou as inglesas que lá andavam, pois as portuguesas estavam fechadas a sete chaves.

O destino desta grande aventura era Albufeira. Esta vila em 1968 era um sitio pacato mas que começava a dar mostrar de querer ser muito mais.Os tres aventureiros eram alem de mim, o Zé Manel da Marina e o Johnny do Hotel  S. Julião que vim a saber mais tarde se chamava João Gouveia.

Porquê Albufeira.??? Não sei…Como lá chegámos? Naõ me lembro. Tenho uma vaga memória que acampámos. Logo este  detalhe faz pensar que o grande arquiteto desta saída era o Zé Manel porque alem de espirito de aventura era quem mais provávelmente dava uns toques em Auto Stop muito na voga naquela altura e para nós conhecido como “andar à boleia”.

Lá encontrámos um sitio para acampar e se não me engano havia por ali uns campos de meloas ou melancias que iam parar ao estomago destes pobres campistas. Entrámos em conversações  com um Britanico (ou seria Irlandes) que alugava barcos na praia, penso que com o intuito de convidar as filhas para irem jantar connosco. Enfim foram uns dias e noites bem passados se não me falha a memória! Os meus companheiros já iam torradinhos até pareciam africanos enquanto eu fazia jus à minha costela inglesa.

 A viagem de volta já me deixou maiores memórias pois foi feita individualmente. Cada um que se safasse na volta para Carcavelos já que era dificil que tres pudessem conseguir boleia ao mesmo tempo. Acabei por chegar a casa de rastos, esfomeado e cheio de sono. Jurei que nunca mais!

Depois de uma noite bem dormida veio-me o pensamento. Estou pronto prá próxima!