Os Chinchilas no Ié-Ié

Os-Chinchilas14

Em 1966 deu-se a finalissima do concurso Ié- Ié. Foi em Lisboa no Cinema Monumental a 30 de abril, um sábado. Fui lá mas nem me recordo quem mais ía comigo.

Para nós que tinhamos descoberto os Beatles e os outros gigantes do Rock inglês e americano era assim um pouco provinciano mas havia um motivo especial para nós que viviamos na Praceta.Um dos grupos da final era de Carcavelos. Eram os Chinchilas.

Só sei que houveram várias confusões à volta deste certame pois diz-se que os Chinchilas atuaram com dois nomes diferentes nas eliminatórias sendo primeiro os Monstros para depois aparecerem como Chinchilas. Os Sheiks que eram os melhores não participaram na final pois tinham um gig em contato e não puderam faltar.

Tambem se diz que o público teria votado na vitória dos Rocks de Luanda que tinham o Eduardo Nascimento a vocalista, mas foram os Claves que ganharam.

Os Chinchilas, nossos conterraneos, eram constituidos por miúdos pouco mais velhos que eu e dos quais apenas me recordo do Mário Piçarra 19 anos que aparecia lá na Praceta de guitarra na mão. Os outros eram o Vitor Mamede 15 anos, o José Machado  16, o Filipe Mendes 17, e um Fernando cujo apelido não consta mas que tinha 19 anos na altura.

Os nossos Chinchilas não ganharam para nossa desilusão tendo ficado em 6º lugar.

1966-DP4 Como prémio receberam um microfone “Shure” uma pandeireta e cinco gravatas!

 

O cinema!

 joselito           marisol

Uma das grandes alegrias que se me proporcionavam quando era pequeno era ir ao cinema! Tenho para com o cinema uma relação muito positiva e que me acompanhou durante muitos anos da minha vida!

Além do meu pai que trabalhou durante décadas ligado ao cinema tambem o meu irmão Pedro Pinheiro trabalhou em montagem e em equipas de produção onde até chegou a entrar em filmes.

 Quando era mais pequeno íamos ver filmes para crianças, especialmente os do Walt Disney. Eram filmes de desenhos animados, a cores e bastante assustadores… A bruxa má da Bela Adormecida, por exemplo, apoquentou-me e perseguiu-me em tudo o que eram corredores!

Lembro-me que costumava ir com o Zé Carlos Torres, a mãe dele e a tia e que o grande Cinema Monumental na Duque de Saldanha era a meta mais popular para as nossas matinés.

Mais tarde aparecerem filmes musicais (especialmente ingleses) que faziam a delicia dos pequenos espectadores. Estou especialmente a lembrar-me do My Fair Lady e do Sound of Music. O Mary Poppins era tambem um grande favorito da minha irmã- a Joana- que sabia todas as canções de cor e com o seu grande conhecimento de inglês nos podia até dar explicações.

O que talvez pareça mais raro para os dias de hoje foi que o cinema em espanhol teve muito sucesso em Portugal. Filmes mexicanos com o Cantiflas, e muito principalmente os filmes espanhóis de levar as lágrimas aos olhos protagonizadas pelo Joselito que cantava como um rouxinol ou a linda Marisol pela qual todos os rapazes andavam apaixonados.

Há muito para contar dos filmes e televisão que foram parte da minha vida infantil. Mas o resto virá mais tarde!

monumental