As três covinhas

berlinde

Este texto fica dedicado ao meu irmão Pedro que muito provávelmente não o lerá já que não aderiu muito nem à internet nem às mídias sociais!

O Pedro Pinheiro foi um grande jogador de berlinde jogando quase em frente a nossa casa e passando horas de cócoras no constante aperfeiçoamento do jogo do bilas. Isto durante um período de tempo antes de ter passado para outras atividades como salvar e tratar de cães abandonados ou dos negócios de bichos da seda onde tambem teve grande sucesso!

Como irmão mais velho andava sempre de olho nele e preocupado com o que fazia. Que não se metesse em confusões nem que fizesse coisas perigosas. Era protegido o que nem sempre terá sido muito apreciado por ele. É a sina dos mais velhos e dos mais novos, que se repete.

Passo agora a transcrever do Wikipedia a variante de jogo do berlinde com as três covinhas que se jogava na Praceta lá por 1965. Às vezes apareciam uns sujeitos maiores e “abafavam”, esferas, americanas,leiteiras, olhos de boi ou o que lhes apetecia…

“Três covinhas – Numa linha recta imaginária, fazem-se 3 covas na terra, de aproximadamente um palmo (de criança), que distem entre si um passo grande ou salto (de criança). O jogo começa com os jogadores em pé, a lançarem as bolicas, um de cada vez, de uma cova para a mais distante. Aquele que ficar mais perto do búlico, ou aquele que conseguir acertar dentro do búlico em primeiro lugar, começa. O objectivo é fazer um percurso de ida e volta e terminar no bulico do meio (entrar em seis bulicos). Para fazer o percurso o jogador pode acertar numa bolica de um adversário e vai directamente para o bulico seguinte, ou tentar acertar na directamente no próximo bulico, se conseguir, tanto num caso como no outro tem o direito a jogar outra vez. Se um jogador tiver a sua bolica dentro de uma cova ninguém lhe pode acertar. A partir do momento em que o jogador chegar ao sexto bulico(chamada mata), se acertar na bolica de um adversário este perde. Um jogador que tenha atingido a quarta cova (o meio pilas), pode acertar num berlinde de um jogador que já tenha conseguido chegar à sexta cova (o mata) sem perder. Sempre que um jogador que tenha atingido “o mata” acertar noutro berlinde (excepto se este estiver dentro de uma cova), “mata” esse jogador e continua o jogo até só haver um só jogador. Percurso e nomes das covas – Primeira, segunda, terceira, “meio-pilas” (quarta cova), “pilas” (quinta cova) e “mata” (sexta cova).”