Portugueses de Sundsvall

Muita gente sabe que os portugueses podem aparecer nos sitios mais reconditos do planeta. Decidi, de memória, fazer um pequeno e limitado relatório sobre a relação entre os portugueses e a cidade de Sundsvall na Suécia.

Provávelmente a primeira referencia terá sido o Joaquim Oliveira que andava embarcado nos barcos do SCA e por conseguinte passava pouco tempo em terra. Voltou para o seu Algarve mas acabou por desaparecer servindo este artigo tambem como um convite para quem souber dele enviar alguma informação sobre o seu paradeiro. Fizeram permanencia curta na década de 80 os filhos João e José.

Quando da construcão do hospital distrital tambem cá parou o arquitecto Luis Pereira hoje em Estocolmo.

Quem para cá veio e ficou fe-lo por ter conhecido alguem o que afinal é um motivo sobejamente universal para que as pessoas mudem os rumos às suas vida. Assim se passou comigo quando definitivamente vim para cá viver em 1973. Tambem por mesmos motivos cá apareceu ainda na década de 70 a Isabel Costa beirã da zona de Viseu que hoje é enfermeira e trabalha em Estocolmo nunca deixando de visitar Sundsvall. Pouco tempo depois apareceu a Manuela Pettersson que tendo conhecido o Lennart lá para as bandas de Coimbra aqui se estabeleceu e ficou, tendo já netos à sua conta.

Tambem a algarvia Guiomar Holmström veio mais tarde e casou-se com o Mikael trabalhando presentemente numa pré escolar.

O Herlander Sapage é outra história, veio mas sem nunca ter um relacionamento a 100% com esta cidade, trabalha e vive hoje em Luleå. A Graça Olsson esteve cá uns anos, foi para Estocolmo mas está de volta, já que o filho por cá ficou. A querida Helena Sequeira Svedin portuense e professora de linguas deixou-nos prematuramente deixando tambem filhos e o Björn que foi afinal o motivo que a trouxe para estas bandas.

Todos estes vieram pois conheceram quem os para cá trouxe. A minha mulher Patricia tambem veio por mesmo motivo trazendo os dois rapazes David e Daniel aos quais se juntou tambem o irmão Cristóvão Meneses.

Tambem há exemplos do contrário como é o caso do Miguel Varanda que hoje vive em Lisboa com a sua Malin.

A Catarina Conde trabalhava aqui na medicina mas já foi para outras paragens.

Com a aparecimento da Mittuniversitet dá a nossa cidade passos largos para a internacionalização que uma universidade sempre cria e desenvolve. Para estudar fotografia já por cá passaram o Nuno Perestrelo e o João Barata. Tambem mais recentemente o montijense Daniel Raposo e a investigadora Teresa Silva cá está agora.

Um simpático casal que durante um par de anos aqui residiu foram o Alexandre Vidal Pinheiro e a Rita que veio estudar design. Graças à ajuda do Alexandre tenho este blogue para comunicar esta interessante informação.

São dados incompletos em que basicamente me concentrei nas primeiras gerações. Quem quiser completar ou comentar fá-lo-á melhor escrevendo no próprio blogue para que se possam posteriormente encontrar estes dados.

A foto aqui publicada no topo  dá conta de convivio luso brasileiro em 1983.

A de baixo mostra uma geracão de portugueses mais recente.

 

One thought on “Portugueses de Sundsvall

  1. Reconheco a Isabel e a Graca na foto. A Isabel por acaso entrou no mesmo avião da TAP há uns 4 anos viajando eu sentado a seu lado. Ela acabou por ir até Coimbra comigo antes de seguir para Viseu. Falamos dos velhos tempos e do futuro claro está.
    Lembro-me da sardinhada em tua casa nos fins dos anos 70, com a actuacão de um grupo de brasileiros. Foi só samba e outros ritmos brasileiros pois não sabiamos tocar na tua guitarra portuguesa.
    Um abraco a todos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.