O espirito da Praceta

CIMG0141

Deu para recordar e reviver, deu sim senhor! Juntaram-se algumas personalidades da história da Praceta num café logo ali ao lado do Hotel S. Julião! As maninhas Teresa e Maria de Lourdes Matos. A Paulucha que deveria ser eleita presidente ou se fosse caso de monarquia  imperatriz da Praceta de Carcavelos.

Apareceu o João Paulo que se lembrava que os americanos do prédio ao lado eram tão altos, que para não descer as escadas, desciam à rua pelas varandas! Foram momentos bem passados. De muito se falou mas faltou de muito ainda falar. A grande força dos memórias é que sendo individuais, não nos recordamos todos das mesmas coisas.Um pormenor de que certamente tanto eu como o João Paulo nos recordamos era a assobiadela que se utilizava para convidar a saír de casa e ir brincar, jogar á bola, ir prá praia, etc. Não se utilizavam as campaínhas, a não ser para chatear as pessoas! Fii,fii,fii…fii,fii,fuu!

Depois houve uma altura que está relacionada com a casa dos Henriques que tem que ver com o espiritismo. Acho que andávamos curiosos em experimentar. Era só preciso arranjar a tal mesa com pé de galo. Lembro-me de ver lá umas revistas com artigos impressionantes sobre o ectoplasma e a qualidade de algumas médiuns ativas no Brasil!

Fizemos o passeio para o nosso encontro, recordando o caminho que fazia todos os dias escolares de segunda a sábado para apanhar o comboio até à próxima paragem de Oeiras e das aulas no liceu que me esperavam! A viela que escolhia era invariávelmente a da foto pois ia diretamente da Praceta à longa avenida que dava para a estação. Viva a Praceta!

1 thought on “O espirito da Praceta

  1. Viva a Praceta!! lembrámos episódios muito engraçados com muita alegria e não com aquele saudosismo tristonho…e até ouvimos o Tony de matos com o “oh tempo volta para trás”…eheh..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.