O cinema!

 joselito           marisol

Uma das grandes alegrias que se me proporcionavam quando era pequeno era ir ao cinema! Tenho para com o cinema uma relação muito positiva e que me acompanhou durante muitos anos da minha vida!

Além do meu pai que trabalhou durante décadas ligado ao cinema tambem o meu irmão Pedro Pinheiro trabalhou em montagem e em equipas de produção onde até chegou a entrar em filmes.

 Quando era mais pequeno íamos ver filmes para crianças, especialmente os do Walt Disney. Eram filmes de desenhos animados, a cores e bastante assustadores… A bruxa má da Bela Adormecida, por exemplo, apoquentou-me e perseguiu-me em tudo o que eram corredores!

Lembro-me que costumava ir com o Zé Carlos Torres, a mãe dele e a tia e que o grande Cinema Monumental na Duque de Saldanha era a meta mais popular para as nossas matinés.

Mais tarde aparecerem filmes musicais (especialmente ingleses) que faziam a delicia dos pequenos espectadores. Estou especialmente a lembrar-me do My Fair Lady e do Sound of Music. O Mary Poppins era tambem um grande favorito da minha irmã- a Joana- que sabia todas as canções de cor e com o seu grande conhecimento de inglês nos podia até dar explicações.

O que talvez pareça mais raro para os dias de hoje foi que o cinema em espanhol teve muito sucesso em Portugal. Filmes mexicanos com o Cantiflas, e muito principalmente os filmes espanhóis de levar as lágrimas aos olhos protagonizadas pelo Joselito que cantava como um rouxinol ou a linda Marisol pela qual todos os rapazes andavam apaixonados.

Há muito para contar dos filmes e televisão que foram parte da minha vida infantil. Mas o resto virá mais tarde!

monumental

2 thoughts on “O cinema!

  1. Já tinha falado neste assunto algures: os filmes do Joselito que ninguém perdia e cheguei a ver ao vivo, salvo erro em Cascais, e a Marisol por quem o meu irmão João estava completamente apaixonado. Em nossa casa, dia e noite, passavam no gira-discos os vinis deles os dois e, no gira-discos da minha Mãe as músicas francesas e italianas, tão na moda nessa época: Dalidá, Adamo e tantos outros…
    Filmes, acho que os vi todos pois o meu pai tinha a paixão pelo cinema. Banda desenhada e as maravilhosas combinações entre banda desenhada e personagens reais produzidas pelo Walt Disney, os filmes do Jerry Lewis e os eternos filmes de “Cowboys”…
    «Chim chim-in-ey, chim chim-in-ey
    Chim chim cher-ee!
    A sweep is as lucky, as lucky can be…»

    • Ótimo ter-nos recordado Ana! Escreverei alguns textos tambem sobre esse tópica da musica e como muito bem nos lembraste a francesa e italiana que era muito popular nos gira-discos daqueles nossos tempos!
      E tambem pesno escrever algo sobre os programas de televisão como o Bonanza que ninguem perdia!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.