Holiday on Ice e pastilhas elásticas

Tuggummi

Penso que qualquer criança sente interesse e até orgulho naquilo que fazem os pais. O meu pai por exemplo teve vários empregos que eu associo como tendo a particularidade de serem fora do vulgar.

Vou hoje descrever algumas memórias de dois desses empregos. O que o meu pai fazia nessas empresas não faço ideia mas penso que estaria um pouco na base daquilo que hoje se descreve como Public Relations.

No principio da década de 60 viviamos nós na Rua A às Amoreiras apareceu lá em casa uma máquina que teria feito a curiosidade e atraído a gulosice de qualquer criança- era uma máquina suponho americana, de vender pastilhas elásticas. Ora isto era uma novidade em Portugal e o meu pai concerteza que andaria a fazer vender a máquina no que suponho seriam cafés ou outros estabelecimentos comerciais.

As pastilhas em forma de esferas multiculores eram um chamariz demasiado violento para mim e para o meu irmão Pedro. Descobrimos a chave e lá iamos sorrateiramente tirando umas pastilhas de vez em quando. Finalmente lá deu para reparar que o numero de pastilhas tinha diminuido considerávelmente pelo que levámos um descompustura e nunca mais vimos a máquina lá em casa.

Outro trabalho que teve o meu pai foi para a companhia ”Holiday on ice”. Quem não conhece os shows de patinagem sobre o gelo da Holiday on ice? Este trabalho levava o meu pai a fazer várias viagens ao estrangeiro para preparar as turnés da companhia. Foi assim que tivemos a oportunidade de ver dois shows mesmo bem perto dos palcos de gelo. Recordo-me que umas dessas vezes foi mesmo no próprio estadio de Alvalade. Terá sido no Coliseu dos Recreios a outra vez?

2 thoughts on “Holiday on Ice e pastilhas elásticas

  1. As”pastilhas elásticas” eram um pastime para complementar a pobreza do ordenado que ganhava na empresa onde trabalhava. Como também se passa agora, os ordenados que o fascismo pagava só davam para mitigar a fome. O neoliberalismo vigente em Portugal, côdea de um capitalismo decadente, vai pelo mesmo caminho do salazarismo e terá a mesma sorte.
    O “Holiday on Ice” foi um emprego e uma experiência em como se exploram os trabalhadores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.