A indústria de conhecimentos

 

Liceu Oeiras

Entrei para o Liceu Nacional de Oeiras no ano lectivo de 1965/66.  Deram-me o numero17, da turma P do 3º ano, primeiro do segundo ciclo.

Cada aluno tinha um número para simplificar a identificação individual até porque cada turma teria até 40 alunos. Era gente a mais para que os professores conseguissem distinguir os alunos que não sobressaísem por qualquer motivo. Como o meu nome começa por jota ficava geralmente a meio da tabela. Puseram-nos num barracão, provávelmente porque a escola estava a abarrotar. À tarde eram os rapazes e de manhã as raparigas. Às vezes e se chegávamos mais cedo ficávamos a  vê-las saír. Era uma industria de conhecimentos a entrar e a saír.

Das 5 disciplinas que tinhamos tido no primeiro ciclo passámos a ter 9. As lições comeavam com a chamada a que os alunos respondiam “pronto” sabe-se lá porquê… Os professores “sôtores” davam as suas matérias, faziam provas orais e escritas, davam trabalhos de casa. Anotavam tudo nos seus pequenos cadernos. No espaço da sala de aula eram soberanos. A nossa vida estavava-lhes entregue.

Uma das novas disciplinas para nós era o inglês. Esta disciplina era por mim há muito ansiada…é que eu falava inglês…

Após a primeira prova em que terei respondido a tudo corretamente fiz logo uma série de amigos. O que estava imediatamente atrás de mim tinha  a particularidade de lhe crescer o pescoço alguns centimetros quando faziamos provas escritas.

Hei-de contar mais episódios sobre os meus três anos no Liceu de Oeiras em que fica provado como o sentido de humor e a enorme fantasia para dar nomes aos professores e ver a parte mais cómica das coisas tão forte está enraizada no nosso povo!

5 thoughts on “A indústria de conhecimentos

  1. Adorei ler a tua recordação dos tempos liceais.

    Tambem frequentei o LNO entre 1959 e 1967, onde nao acabei o setimo por ir para os EUA onde fiquei radicado ate hoje.

    Estou a escrever um livro onde falo dos meus tempos em Portugal e gostaria que me revivassem a memoria em dois aspectos:

    a. Que disciplinas eram as do primeiro ciclo?

    b. Nomes de professors: lembro-me de um Tavares, Ardisson, do uma profesorra de ingles com pernas cambadas, de um professor de educacao fisica que insistia ser chamado pelo seu nome pois ele nao era doutor, do padre de religiao e moral, de ter aulas de fascism….

    Se alguem poder dar-me os nomes destes, e ampliarem mais detalhes, vossas experiencias, etc….. ficarvos-ia agradecido…

    Um abraco saudoso pelos tempos antigos.

    • Caro João! Ainda bem que há quem continue a dar com o meu blogue. Estou a fazer uma pausa de textos neste momento por ter outro blogue ligado à minha vida profissional a que tenho que dar mais atencão neste momento. Mas hei-de voltar. Devemos ter andado no liceu mais ou menos na mesma altura pois recordo-me dos professsores a que te referes e até já escrevi sobre eles. Se procurares no blogue vais encontrar mais textos alusivos a esse periodo. Andei no LNO entre 65 e 68. 2o ciclo. Algures tenho tambem publicada uma foto da caderneta escolar que mostra as disciplinas do 10 ciclo. Lingua e história pátria, Frances, Matemática, Desenho e Ciencias Naturais. Se procurares no blogue com a palavra Oeiras vais encontrar esses textos. A professora das varizes era odiada.No facebook há um grupo de ex alunos do LNO. Vai escrevendo aqui. Um abraco

    • Caro Francisco
      Neste momento não estou com muito tempo disponivel. Mas fica a vontade para tirar do meu blogue os textos que entenderes. Abraco João Pinheiro

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.